quarta-feira, 25 de abril de 2012

Mabon – A Segunda Colheita



Mabon é o segundo dos três Sabbats da colheita.
A Deusa esta agora fortemente impregnada pela energia do Sol, que a cada dia parte mais rápido para o País de Verão. Conforme o poder dela diminui, a Deusa lamenta sua partida, mas ela sabe que o poder do Deus retornará à Terra em Yule. a Deusa e o Deus são honrados através de novas oferendas da segunda colheita. é o momento de agradecer pelas abundantes colheitas e o maravilhoso ano de aprendizado e lições oferecidas.
Mabon é um período positivo para honrar os Ancestrais e o Espírito da Terra.
Os temas desse Sabbat é o equilibrio e ação de graças. é tempo de dar graças pelos frutos colhidos, e a Deusa é a Senhora de Abundância cuja colheita nos sustentará pelos meses escuros do Inverno, assim como refletir sobre nós mesmos, sobre o equilíbrio da escuridão e da luz e se esforçar para manter o equilíbrio interno.
Também é hora de meditar sobre projetos, a escolha das sementes (nossos sonhos) que serão plantadas no próximo ano, além de agradecer pelas realizações do ano que passou. Mabon também marca a morte do Deus que esta por vir. é um gesto tradicional a passagem do Cálice da Gratidão nesse banquete. Um cálice repleto de vinho é abençoado e passado a cada integrante da mesa. Quando tiverem agradecido por todas as bênçãos, eles bebem e passam o cálice adiante. Isso continua até a Taça esvaziar, bebendo em amor, bênçãos e gratidão a tudo.
Considerando que esse é um dos dois dias de equilibrio no ano, juntamente com Ostara, é tradicional limpar a casa. É nesse momento que você começa a obstruir toda desordem ao redor de seu lar. as portas da casa são abençoadas para protegerem aqueles que vivem dentro dela. Magicamente falando, esse é um bom tempo para executar sortilégios ao redor da idéia de balanceamento da vida, de remover as culpas e substituir por carinho e aceitação.

Correspondências de Mabon

Cores – marrom, verde, amarelo e vermelho
Deuses
– do vinho e da colheita
Ervas
– alecrim, calêndula, sálvia, folhas e cascas, camomila, girassol, trigo, folhas de carvalho, maça ou semente de maçã.
Pedras
– citrino, topázio amarelo, olho de gato, aventurina.

Atividades

- fazer uma cornucópia da prosperidade -fazer bonecas de maçãs
- fazer vassouras mágicas
-fazer amuletos
- encher uma tigela com fruas e folhas e oferecer aos deuses
Comidas e bebidas – abóboras, todos os tipos de grãos, pães, bolos, todos os tipos de raízes, batatas,
nozes, sidra com canela e vinho.
Adriana Zampolli

quinta-feira, 12 de abril de 2012

SER BRUXA...


SER BRUXA...

Ser Bruxa é estar em comunhão com a natureza...
É deixar que o fluxo da vida nos ensine a Caminhar na Luz!
As vezes apendemos da forma mais dura...
Porque teimamos em ouvir apenas o nosso EGO!
Muitas vezes não nos importando com os que estão a nossa volta!
Tentar encontrar o nosso Caminho já uma tarefa bem difícil...
Achar que temos o direito de obrigar os outros a seguir o nosso...
É nosso maior ERRO!
Muitos acham que as bruxas estão sempre fazendo feitiços para mal dos outros...
Mas na verdade, uma bruxa sabe que ela só terá sucesso se seguir as Leis da Natureza!
O BEM é criativo em sua essência...
Gera...
Dá frutos...
Se multiplica...
Constrói!
O MAL é destrutivo em sua essência...
Degenera...
Apodrece...
Mata...
Destrói a si mesmo!
E essa é a primeira coisa que devemos aprender antes de querermos nos tornar Bruxos!
Mas muitos se iludem com suas “boas intenções”
Mães que impedem o livre arbítrio de seus filhos estão praticando o pior tipo de Magia!
E aquelas que os acolhem com carinho na dor... mesmo, depois de já o terem alertado...
Praticam a Maior e Melhor Magia: O AMOR!
Ser bruxa é saber a essência da vida...
Seguir suas regras...
Chorar nos erros e aprender!
Sorrir nas adversidades...
Sabendo que tudo é cíclico!
Ser Bruxa é sonhar com um mundo de Harmonia...
Em que o Homem saiba que é apenas mais um nessa “Corrente de Evolução”.
Que deve respeitar seu Planeta...
Seus irmãos em vida...
A Hierarquia da existência!
Ser Bruxa...
É mexer o caldeirão...
Fazer sua melhor comida...
E abrandar a fome dos que precisam!
Dar o melhor conselho...
Abraçar os que choram e mostrar que o Sol vai continuar brilhando para eles!
É ajudar a curar...
Os males do corpo, do coração e da alma!
É seguir princípios...
Regras...
Valores...
Sem deixar que isso as impeça de serem LIVRES!
De pensarem por si mesmas!
E buscarem sua própria Luz!
Ghaya (Dayse Nicodemos)
12/04/2012
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...