quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Resultado da promoção de Natal!

create your own banner at mybannermaker.com!
 Parabéns, Gláucia, leitora do BWorld, você ganhou o globo da bruxinha!
Mande seu endereço para titinhaibrahim@gmail.com, com seu nome completo, ok? bjks
e obrigada a todos pela participação!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

2011

QUERIDOS AMIGOS(AS)
DESEJO PARA 2011 QUE POSSAMOS ACENDER MUITAS FOGUEIRAS, INVADIR A NOITE COM O CREPITAR DAS CHAMAS, ENCHER O AR COM O PERFUME DOS INCENSOS, DAS ERVAS SAGRADAS, DA MÚSICA... E REVERENCIAR NOSSA DEUSA COM TODA A NOSSA DEVOÇÃO.

QUE MUITAS LUAS SEJAM CELEBRADAS E O ESPÍRITO FRATERNO SE FAÇA SENTIR NOS NOSSOS CORAÇÕES.
MUITA PAZ E DIAS RADIANTES DE LUZ!

domingo, 19 de dezembro de 2010

Solstício de Verão - LITHA




Celebrado quando o Sol entra no signo de Capricórnio, em 21 de dezembro, este ritual comemora o dia mais longo do ano. É motivo de alegria e festa, de agradecer às energias do Verão que se inicia. O momento também favorece o armazenamento de forças para o Outono.
RITUAL:

1- Use uma roupa alegre e, de frente para o altar, coloque um lenço colorido na cabeça.
2- Separe 4 velas (verde, azul, vermelha e amarela), sal, o incenso de seu signo (ver tabela planetária abaixo), a fruta e a flor que rege Saturno (abacaxi e folhas de cipreste), um pedaço de bolo de especiarias, suco de abacaxi e um presente para você, algo que a deixe de alto-astral.
3- Reverencie os elementos:
TERRA: acenda a vela verde, ofereça o bolo de especiarias ao altar, coma um pedaço e espalhe um pouco de sal pelo altar; avalie seu progresso material.
ÁGUA: acenda a vela azul, ofereça o suco ao altar e tome um pouco; reflita sobre suas dificuldades emocionais e como conseguiu superá-las.
AR: acenda a vela amarela, incense o ambiente com o aroma do seu signo, ofereça o abacaxi (se quiser, coma um pouco); agradeça por ter enfrentado os momentos críticos com calma.
FOGO: acenda a vela vermelha e ofereça as folhas de cipreste ao altar; pense em saúde e na de seus familiares.
4- Feche o ritual com uma oração e abra seu presente.


Bolo de especiarias
Ingredientes
Massa
1 lata de leite condensado
1/2 xícara (chá) de mel
1 colher (sopa) de café solúvel
2 ovos inteiros
2 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de chocolate em pó
1 pitada de sal
1 colher (sopa) de fermento químico (em pó)
1 colher de (chá) de canela em pó
1/2 colher (chá) de cravo em pó
1/2 colher (chá) de noz-moscada em pó
1/2 xícara (chá) de amêndoas
1/2 xícara de uva passa branca
1/2 xícara de ameixa picada
Glacê
2 xícaras (chá) de açúcar de confeiteiro
2 claras em neve
1 colher (sopa) de limão
Modo de fazer
Leve o leite condensado, mel, café solúvel ao fogo brando e misture por 5 minutos.
Retire do fogo e mexa até ficar morno.
Bata os ovos e acrescente à mistura, sempre batendo.
Aos poucos, coloque farinha, chocolate em pó, fermento, sal, canela e noz-moscada, misturando até formar uma massa homogênea.
Acrescente as amêndoas, as passas e as ameixas, mexendo devagar com a colher de pau e pedindo prosperidade.
Coloque em uma assadeira untada e leve ao forno médio.
Depois de assado e ainda quente, enfeite-o com o glacê.
O bolo deverá estar cortado antes do ritual.


quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Oração aos Pequenos Guardiões


Pequenos Guardiões, Seres de Luz infinita!
Protejam os quatro cantos da minha alma.
Os quatro cantos da minha casa.
Os quatro cantos do meu coração.

Seres de Lua, eterno luar, poderosos elementares,
Venham nos ajudar,
Sorte sabedoria necessito conquistar,
Sorte sabedoria necessito conquistar.



Consagração dos elementos da Natureza


Para que o altar não absorva nenhuma energia negativa, é fundamental reverenciar os objetos que o compõem pelos 4 elementos.Trace, então, uma cruz imaginária sobre ele com os quatro pontos cardeais (Norte, Sul, Leste, Oeste).No Norte, ponha o sal; no Oeste, o cálico com água; no Leste, o incenso; e no Sul, a vela.É importante que as pontas da cruz estejam apontando para a direção certa.A seguir, faça uma prece de agradecimento a todas as energias e inicie as consagrações.
Passe o sal, representante do elemento TERRA, sobre todos os objetos, dizendo:
1.Eu (fale seu nome) saúdo a Terra,a Natureza, todos os seus elementos e a sua força.Eu agradeço por tudo com que a Terra me presenteia todos os dias de minha vida.
2.Eu (fale seu nome) peço que a energia da Terra esteja presente e que me traga coragem,estímulo,disciplina,conforto,estabilidade, saúde.
3.Eu (fale seu nome) proclamo que esses objetos pertencem a mim,devem responder só a mim, me ajudar e proteger.




Respingue a água do cálice, representante do elemento ÁGUA, em todos os objetos, dizendo:
1.Eu (fale seu nome) saúdo todos os elementos e as deusas da Água.
2.Eu (fale seu nome) agradeço à Água por toda a água existente no planeta, pela água que bebo e de que necessito para viver.
3.Eu (fale seu nome) peço ao elemento Água intuição, clareza, visão, energia, força mágica.
4.Eu (fale seu nome) declaro que todos esses símbolos pertencem a mim e a mais ninguém, que eu os amarei e eles me amarão e servirão de canal.

Acenda o incenso, representante do elemento AR, e espalhe sua fumaça sobre os objetos, dizendo:
1. Eu (fale seu nome) saúdo e invoco todos os elementos e deuses do Ar.
2. Eu (fale seu nome) agradeço ao elemento Ar pelo ar que respiro, pelos ventos, pela inteligência, pela criatividade, pelas minhas virtudes racionais.
3. Eu (fale seu nome) peço ao elemento Ar capacidade de raciocínio, clareza de idéias, condição de criar e ser feliz.
4. Eu (fale seu nome) declaro que a partir de agora essas ferramentas mágicas me pertencem e a mais ninguém, e me passarão todas as energias positivas do elemento Ar.


Segure a vela acesa, representante do elemento FOGO, e repita as seguintes frases:
1. Eu (fale seu nome) saúdo e invoco todos os elementos e deuses do Fogo.
2. Eu (fale seu nome) peço a intuição sagrada e a energia curativa e criadora do Fogo para a minha vida.
3.Eu (fale seu nome) agradeço ao Fogo pela vida.
4. Eu (fale seu nome) declaro que todos esses instrumentos mágicos serão meus, só servirão para os mais nobres fins, e me protegerão e cuidarão de mim enquanto eu viver.

Por fim, faça novamente uma prece de agradecimento e o ritual estará encerrado.

Lembre-se: toda vez que acrescentar um novo objeto ao seu altar, antes, deverá consagrá-lo.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Amor de uma Bruxa


Bebi toda paixão e toda loucura no cálice da Deusa;
E todo amor e toda ternura na taça do Deus!
E lúcida e enlouquecida de felicidade, encontrei você.
Você é minha estrela-guia no azul do céu, no verde do mar,na bruma do tempo, na sabedoria do vento!
Você é o som e o silêncio do meu pensamento, o encanto do meu coração, os versos da minha canção, o Sol do meu Luar.
Minha realidade, meu anjo bom, meu doce sonho de amor.
Meu amor de verdade! O amor de uma Bruxa é amor para toda a Eternidade.
Talvez por isso, "a Tradição não perdoe erros".

O amor de uma Bruxa é para toda a Eternidade.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Promoção no meu outro site:http://titinhaibrahim.blogspot.com

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copy this code to your website to display this banner!

domingo, 31 de outubro de 2010

Feliz Dia das Bruxas


Chegou o Dia das Bruxas...
É Halloween!
O que você quer? Travessuras? Doces? Ou doces travessuras?
Tudo o que eu quero, minha doce alma, é que este dia nos seja mágico.
Que tudo o que existe de bom transpareça e floresça, para que hoje seja realmente um dia encantado.
Que hoje, todos os bons pensamentos se façam realidade, como se fossem movidos por varinhas de condão.
Hoje é o Dia das Bruxas.
Que todos os feitiços se virem contra os feiticeiros, e que dos nossos corações só brotem as poções de cura e amor.
(ॐ BJOS DA CRISTAL ROSA ॐ)

A Magia

"A magia é um caminho desconhecido, assim como a escuridão da noite. E ao mesmo tempo assustadora, tornando-se um desafio para renunciarmos aos nossos medos e mergulharmos neste mundo secreto, que quanto mais se caminha, mais se descobre o que há por trás da penumbra. A Magia é um mundo oculto pelas sombras da noite, em que só a Sacerdotisa, por si própria, poderá descobrir o caminho certo, confiando na sua eterna aliada, a lua, que é a luz da Deusa. Uma Sacerdotisa acomodada jamais será sabia, porque o conhecimento oculto não é recebido e sim procurado. O segredo é confiarmos na luz interior que nos guiará adiante no caminho da procura, que começará neste momento, nesta noite de iniciação. A hora é agora que o ritual se inicie." (Dama do Lago Criações)

Feliz Dia das Bruxas, queridas!!!!


[/link]

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Um lugar mágico só seu


Para realizar seus rituais de magia, você precisa de um cantinho sagrado em sua casa onde possa montar seu altar. O local é muito importante, pois será um ponto de proteção e energia em sua casa. Além dos itens que representam os elementos Terra, Fogo, Água e Ar, poderá enfeitá-lo também com objetos pessoais de estimação.
Como montar um altar:
Você vai precisar de:
1 toalha nova branca, onde poderá desenhar: um círculo (Ar); um quadrado (Terra); um triângulo (Fogo); e um triângulo de cabeça para baixo (Água)
1 cálice bem bonito, que não tenha sido nem vá ser usado, cheio deágua que deve ser trocada todos os dias
1 vela*
1 incenso*
1 punhado de sal
*A cor da vela e o incenso devem ser os que correspondem ao seu signo, de acordo com a tabela abaixo.

SIGNO - INCENSO - VELA
Áries - canela - vermelha
Touro - rosa - rosa
Gêmeos - flor de laranjeira - amarela
Câncer - jasmim - azul clara
Leão - alecrim - laranja
Virgem - flor de laranjeira - amarela
Libra - rosa - rosa
Escorpião - âmbar - branca
Sagitário - verbena - violeta 
Capricórnio - cedro - verde escura
Aquário - violeta - verde clara
Peixes - flor-de-lótus - azul escura

1- Escolha um dia qualquer de Lua Crescente.
2- Tome um banho relaxante e vista uma roupa branca, bem limpinha.
3- Deixe uma música suave ao fundo durante todo o ritual.
4- Organize o altar em uma cômoda, numa pequena mesa ou num banquinho, que deve estar em um ambiente tranquilo. Caso não não possa ter um móvel só pra você, use a toalha dirretamente no chão.
5- Antes de os objetos serem dispostos no altar, você deve consagrá-los, reverenciando os quatro elementos da Natureza (Fogo, Ar, Terra e Água), como lhe será ensinado adiante.

BRUXARIA SOLITÁRIA NÃO É SINÔNIMO DE SOLIDÃO



A Bruxaria existe antes mesmo de receber o nome de Bruxaria. Praticada na antiguidade por mulheres que possuíam conhecimento dos elementos que a natureza proporciona e pela crença em Deuses e Deusas, a Bruxaria vai além da teatralidade ritual e dos grupos em torno de caldeirões e fogueiras.


O corpo da Bruxa é o grande caldeirão e seu coração a grande fogueira, e os sentimentos são a força motriz que movimentam a verdadeira magia dentro de cada pessoa, seja ela participante de um grupo ou solitária.


Na Bruxaria Solitária, a bruxa é levada a descobrir seus caminhos particulares e ligação com o sagrado. No processo individual, somos conduzidos por instintos, necessidades e pela fé pessoal, o que tem como conseqüência um caminho único, cheio de descobertas, personalidade e magia pessoal.


A Bruxa que trilha o caminho solitária não está na solidão, pois é amparada pela segurança e proteção do sagrado. A bruxa solitária é livre.Ela pode fazer seus rituais sozinha,ou na companhia de pessoas ,sem que isso se torne uma obrigação.Ela é solitária no seu caminho,não nas suas escolhas.


Nesse contexto, buscará expor a respeito da liberdade respeitosa que e estabelece no desenvolvimento do caminho da bruxaria solitária e quais são as principais necessidades para trilhar essa jornada em busca do sagrado.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Música wicca

Boa semana a todos!!!


Magia


Em todas as coisas belas da vida existe magia, como explicar o encanto
que certas pessoas exercem sobre a gente?
É tão difícil explicar e tão fácil de perceber.
Há magia no ar, quando algo de especial acontece.
É tão bom viver esses momentos. Por um instante perceber a sincronia,
fazer parte de um segredo, estar vendo as engrenagens do universo se
encaixando com perfeição, porque nada - mas nada mesmo - acontece por acaso...


TENHA UMA SEMANA REPLETA DE MAGIA. BJUS COM AROMA DE FLORES DO CAMPO ...

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Fadas

Vídeo - OSTARA

Ostara - Equinócio de Primavera


Em 21 de setembro, entrada do Sol no signo de Libra, ocorre o ritual de celebração da Primavera, que prepara as pessoas para o renascimento. É quando se deixa para trás tudo o que é velho e inicia-se uma vida com mais disposição.Esta é a única cerimônia em que se pode fazer um pedido.
RITUAL:
1)Vista uma roupa florida.
2)Coloque no altar uma vela rosa, rosas cor de rosa e uma maçã, que são os elementos do planeta Vênus, incensos bem perfumados (rosa, cravo ou canela) e uma fatia de bolo de maçã.
3)Acenda a vela, ofereça o bolo e faça seu pedido, dizendo: "Estou aqui, renovada(o), limpa(o), sem resquícios do meu passado, oferecendo o que há dentro de mim de melhor. Peço...(faça o pedido relacionado a qualquer setor de sua vida).
4)Medite e agradeça mentalmente aos elementos a oportunidade que lhe foi concedida.
5)Feche o ritual com uma oração.
6)Separe as flores e entregue-as para uma pessoa muito querida.
BOLO DE MAÇÃ PARA VÊNUS
Ingredientes
1 maçã descascada e picada
1/4 xícara (chá) de nozes picadas
2 colheres (sopa) rasas de suco de maçã
1/4 xícara (chá) de açúcar
1/2 colher (sopa) de canela em pó
50g de manteiga
2 gemas
1/2 lata de leite condensado
1 xícara (chá) de farinha de rosca
1/2 colher (sopa) de fermento químico (em pó)
2 claras em neve
Cobertura
1 xícara (chá) de açúcar de confeiteiro
3 colheres (sopa) de suco de limão
Modo de fazer
Misture em uma tigela as porções de maçãs e nozes, o suco, o açúcar e a canela e deixe descansar. Bata a manteiga com as gemas até obter um creme claro, ao qual será acrescentado leite condensado. Adicione, aos poucos, farinha de rosca e fermento, mexendo com uma colher de pau. Acrescente as frutas e, por último, as claras em neve. A massa deve ser despejada em uma fôrma redonda untada e polvilhada com farinha de rosca. Asse em forno médio e, quando estiver pronto, coloque a cobertura.

sábado, 11 de setembro de 2010

Enya To go beyond


Bruxas, guardiãs do templo da Deusa...
Que nos abram as páginas do tempo
e soprem o pó dos livros adormecidos
e nos trazem a luz da Mãe
para os nossos corações
quentes e fortes,
aquecidos pelas chamas de outras fogueiras,
pulsantes com sangue e luar,
e os pés descalços na Terra,
sentindo o ritmo da Vida
e lânguidas de prazer
Ei-nos aqui Mãe,
e aqui estamos
para vos louvar
para saciar
e para oferecer.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Wicca Diânica


O Dianismo é conhecida por muitos nomes como Magia Feminista Diânica e  Bruxaria Diânica. É uma denominação ou tradição da Wicca que se originou na década de 1970 nos Estados Unidos por Zsuzsanna Budapest. Talvez a característica mais importante desta tradição é o seu foco no feminismo e, portanto, a devoção à Deusa. A Wicca Diânica é uma combinação de muitos elementos, incluindo Magia Antiga, Wicca Tradicional Britânica, os valores feministas, a Magia Antiga Italiana (Stregha Wicca), bem como as práticas de cura alternativas. Esses tipos de tradição são geralmente encontradas em Covens com uma maioria de membros do sexo feminino, embora existam Covens com uma mistura de ambos os sexos.

Segundo os seguidores dessa tradição, a Deusa Onipotente é a fonte primária de toda a humanidade e, portanto, eles adoram a Deusa sobre todo o resto. Nota-se que, embora muitos bruxos pertençam a esta tradição em particular, há também muitos bruxos que partilham crenças similares que seguem outras formas de Wicca Diânica além da Wicca.
Há alguns Wiccanos Diânicos que são não-teístas, alguns são politeístas, enquanto os outros são monoteístas - a crença numa divindade nesta fé é uma decisão individual. Há, no entanto, algumas características comuns, que são únicas para este tipo de Wicca.
Algumas destas características de unificação do Dianismo incluem:
A preocupação com o meio ambiente.
A recepção positiva da diversidade cultural.
Ecletismo.
O conhecimento sobre os conceitos de transformação e da psique.
Houve uma época em que as homossexuais constituíam uma maioria dos membros da Wicca Diânica, mas atualmente você verá que os seguidores desta tradição incluem uma mistura de indivíduos de todas as orientações sexuais. Geralmente, os seguidores dessa tradição são bruxos da magia branca que não realizam encantos manipuladores nem lançam feitiços sobre os outros. Isso ocorre porque executar tal ato contraria a Rede Wiccaniana, o centro da Tradição Diânica não apenas, mas todas as formas de Wicca. Embora algumas pessoas sentem que as pessoas que criticam os direitos das mulheres possa ser digno de um feitiço, os fundadores da Tradição Diânica tem deixado claro que se opõem a todas as formas de maldição, mesmo sob essas circunstâncias.
Assim como qualquer outra forma de tradições wiccanas, a Wicca Diânica também consiste de vários festivais e formação de Covens. Os festivais ou sabás seguido pela Wicca Diânica são oito feriados da Wicca: Samhain, Yule, Imbolg, Ostara, Beltane, Litha, Lammas e Mabon.
Da mesma forma, os rituais, instrumentos e vocabulário utilizado pelos bruxos dessa tradição são semelhantes aos das outras tradições da Wicca.
Como mencionei anteriormente, a diferença mais importante entre a convenção Diânica desta e de outras práticas da Wicca é o foco em gênero. Geralmente, outras tradições Wiccanianas incluem tanto os homens como as mulheres, enquanto as Wiccas Diânicas enfatizam o feminino. Eles adoram a Deusa exclusivamente enquanto por outro lado, os seguidores do culto de outras tradições adoram tanto o Deus quanto à Deusa e os sacerdotes considerem que um equivale ao outro. Isso não quer dizer que as Bruxas Diânicas não adoram o Deus. Sim, mas eles consideram o Deus como um consorte da Deusa.
O termo Dianismo é uma palavra que foi derivada do nome de uma deusa romana, Diana, que tinha ninfas do sexo feminino como acompanhantes. Esta é a principal razão por que motivo as bruxas tem um enfoque feminista escolhendo este nome para a sua aceitação na fé Wiccaniana. É muito difícil resumir e definir o Dianismo porque, com a exceção da aceitação total do feminismo, existem diferentes ideologias entre os membros. É geralmente considerada uma tradição religiosa que apoia a diversidade, a criatividade e também exige que os seus membros sejam responsáveis. Para algumas pessoas, a Wicca Diânica é uma tradição formal que tem avançado em cosmologia, enquanto outras liturgias levam em conta essa tradição como puramente folclórica.Se você quiser aprender mais sobre a Wicca Diânica, Zsuzsanna Budapest escreveu vários livros sobre o assunto que você pode encontrar em sua biblioteca local.J. Antle Roslyn, Alta Sacerdotisa

Guia essencial da bruxa solitária



Autor: Scott CUNNINGHAM
Com linguagem simples, Magia Natural não faz nenhuma referência a divindades ou panteões, ou então ao manuseio de espadas em círculos triplos ou inscrição de pentagramas em cera. Está relacionado a uma magia simples, menos complexas, que qualquer pessoa pode executar, seja para cura, proteção, resolução de um problema ou respostas a questões pertinentes.Inclui mais de "100 encantamentos", rituais e adivinhações utilizando terra, fogo, água,ar...
Pedras, árvores, chuva, névoa ou então até mesmo de forma complementar, embora não sejam muitos "naturais", espelhos, cordas, velas que estão relacionados e acessam os poderes naturais (e a magia simpática, a magia do povo...).Remete também a um contato mais estreito como natureza, sua força e mistério. Este livro não é uma explicação sobre o que é magia natural, é um guia para prática em si. Aqueles que o utilizarem descobrirão por si só suas respostas. Então, boa leitura!


P.S.: Ange, este foi o 1º livro que ganhei, foi a tia Lenira que me deu!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Assistam!



Biografia - Bruxas

http://terratv.terra.com.br/Diversao/Documentarios/Biography-Channel/4691-302570/Biografia-As-Bruxas.htm

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

O que é Magia?


No dicionário, uma das definições de Magia é magnetismo e encanto. É exatamente com esse sentido que vamos trabalhar: como uma forma de direcionar as energias pessoais para a realização de desejos.
Na nossa magia, não se usam asas de morcego nem rabo de rato ou perninhas de sapo.O principal instrumento é o pensamento positivo aliado à força da Natureza.
Mais do que ajudar a realizar desejos, é importante saber que a magia visa o equilíbrio e o autoconhecimento. Aquele que a pratica tem sua intuição e seu caminho iluminados para que consiga, da melhor forma possível, enfrentar problemas, dissolver insatisfações e controlar a ansiedade diante de diferentes situações.
Agora que você já sabe um pouquinho sobre o assunto, é hora de aprender como montar um altar, fazer pedidos e rituais. Antes, porém, fique atenta para algumas precauções: na magia, procure sempre o bem, jamais use a palavra NÃO e nunca a pratique se estiver com pensamentos negativos. E, ao acender uma vela, coloque em um suporte de vidro ou louça e certifique-se de estar longe de objetos inflamáveis.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Oração a Mãe Terra



Mãe nossa, cujo corpo é a Terra,

santificado seja o teu ser

Floresçam teus jardins

Seja feita a tua vontade,

assim nas cidades como na natureza

Agradecemos a este dia,

o alimento, o ar e a água

Perdoai os nossos pecados contra a Terra,

como nós perdoamos uns aos outros.

E não nos deixes ser extintos,

mas livrai-nos da nossa insensatez.

Pois tua é a beleza e o poder,

e toda a vida, do nascimento à morte,

do princípio ao fim. Assim seja.


























quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Banho da Deusa



Banhos Ritualísticos
Os banhos ritualísticos de uma maneira geral, são rituais pagãos onde utilizamos determinados elementos da natureza, de maneira ordenada e com conhecimento de causa, com o intuito de troca energética entre o indivíduo e a natureza, afim de fornecer-lhe equilíbrio energético e mental.
Estes banhos prestam-se para limpar as energias negativas, livrar as pessoas de influências negativas, reequilibrar a pessoa, aumentar a capacidade receptiva do aparelho mediúnico, já que os chacras serão desobstruídos, enfim, tem grande importância na manutenção dos corpos.
Embora o banho utiliza-se de elementos materiais, que serão jogados sobre o corpo físico, a contraparte etérica será depositada sobre os chacras, corpo astral e aura que receberão diretamente o prana ou éter vital, bem como a parte astral dos elementos densos.
Temos algumas categorias de banhos :

Banhos de Limpeza - Esta categoria de banho, conhecido também como banho de descarga, banho de descarrego ou desimpregnação energética é o mais comum e mais conhecido. Estes banhos servem para livrar o indivíduo de cargas energéticas negativas. Conforme vivemos, vamos passando por vários ambientes, trocamos impressões com todo o tipo de indivíduo e como estamos num planeta atrasado em evolução espiritual, a predominância do mal e de energias negativas são abundantes. Todo este egrégora formado por pensamentos, ações, vão criando larvas astrais, miasmas e todo a sorte de vírus espirituais que vão se aderindo ao aura das pessoas. Por mais que nos vigiemos, ora ou outra caímos com o nosso nível vibratório e imediatamente estamos entrando neste egrégora. Se não nos cuidarmos, vamos adquirindo doenças, distúrbios e podemos até sermos obsediados.
Há dois tipos de banhos de descarrego:
Banho de Sal Grosso - Este é o banho mais comumente utilizado, devido à sua simplicidade e eficiência. O elemento principal que é o sal grosso, é excelente condutor elétrico e “absorve” muito bem os átomos eletricamente carregados de carga negativa, que chamamos de íons. Como, em tudo há a sua contraparte etérica, a função do sal é também tirar energias negativas aderidas no aura de uma pessoa. Então este banho é eficiente neste aspecto, já que a água em união como o sal, “lava” todo o aura, desmagnetizando-o negativamente.
O preparo deste banho é bem simples, basta, após um banho normal, banhar-se de uma mistura de um punhado de sal grosso, em água morna ou fria. Este banho é feito do pescoço para baixo, não lavando os dois chacras superiores (coronal e frontal).
O porquê de não poder lavar os chacras superiores, está ligado ao fato de serem estes chacras ligados à coroa da pessoa, tendo que ser muito bem cuidada, já que é o elo de ligação, através da mediunidade, entre a pessoa e o plano astral superior.
Após o banho, manter-se molhado por alguns minutos (uns 3 minutos) e enxugar-se sem esfregar a toalha sobre o corpo, apenas secando o excesso de umidade.
Algumas pessoas, neste banho, pisam sobre carvão vegetal ou mineral, já que eles absorverão a carga negativa.
Este banho é apenas o banho introdutório para outros banhos ritualísticos, isto é, depois do banho de descarrego, faz-se necessário tomar um outro banho ritualístico, já que além das energias negativas, também descarregou-se as energias positivas, ficando a pessoa desenergizada, que só é conseguido com outro tipo de banho.
Este banho, não deve ser realizado de maneira intensiva (do tipo todos os dias ou uma vez por semana), pois ele realmente tira a energia do aura, deixando-o muito vulnerável.
Existem pessoas que usam a água do mar, no lugar da água e sal grosso.
Banho de Descarrego com Ervas - Este banho é mais complexo e menos conhecido do que o de sal grosso. A função deste banho é a mesma que a do sal grosso, só que tem efeito mais duradouro e conseqüências maiores. Quando uma pessoa está ligada à uma obsessão e larvas astrais estão ligadas a ela, faz-se necessário um tratamento mais eficaz. Determinadas ervas, são naturalmente descarregadoras e sacodem energeticamente o aura de uma pessoa, eliminando grande parte das larvas astrais e miasmas. Algumas ervas que são muito boas para este banho : arruda, guiné, espada de São Jorge, aroeira, folhas de fumo, etc.
Banho de Defesa - Este banho serve de manutenção energética dos chacras, impedindo que eles se impregnem de energias nocivas em determinados rituais. Por exemplo, quando vamos realizar alguma oferenda numa cachoeira, é importante que nos “fechemos” para determinadas vibrações que podem estar abundantes num sítio energético, já que além de nós, todo o tipo de pessoa vai até estes lugares para pedidos escusos, com entregas “pesadas”.
Usamos, também, quando vamos conhecer algum local ou pessoa novas e não sabemos se ele é ou nãoprejudicial a nós. A melhor prática e estudar o banho de proteção para cada situação específica, seguindo algum herbolário confiável, mas seguem aqui alguns exemplos de banhos de defesa genéricos:
Banho de Café - Este banho afasta as energias negativas, reenergiza, acaba com pesadelos e com a mania de perseguição, desde que tomado com fé, rezando antes e depois para seu guardião em especial. Acenda uma vela branca para a Deusa no início do banho e deixe queimar até o fim.
Ingredientes:
3 xícaras de café bem forte em
5 litros de água.
Vela branca
Banho de Alecrim - Este banho afasta as energias negativas, reenergiza, acaba com pesadelos e com a mania de perseguição, desde que tomado com fé, rezando antes e depois para os anjos e para o seu em especial. Acenda uma vela branca para a Deusa no início do banho e deixe queimar até o fim.
Ingredientes:
3 punhados de sal marinho em
5 litros de água
Alecrim ou eucalipto
Banho Forte - Banho muito poderoso e lietaralmente deixa o corpo fechado para qualquer influência negativa. Coloque na água o sal e o vinagre. Depois tome outro banho para se reenergizar com: alecrim, arruda, alfazema, ou café com leite e chocolate...
Ingredientes:
3 colheres de sopa de sal grosso,
2 xícaras de vinagre branco,
5 a 6 litros de água.
Alecrim
Arruda
Alfazema
Café com leite e chocolate
Banho contra parasitas - Este banho afasta as energias negativas trazidas por problemas nossos e alheios, pela presença de pessoas de baixa freqüência vibratória e por nossos pensamentos negativos. Como sempre, depois de algumas horas, se faz necessário um banho reparador que pode ser de camomila, erva-doce e cidreira, ou um banho de alecrim...
Ingredientes:
7 dentes de alho roxo, ou claro inteiros e frescos,
2 colheres de sopa de tomilho,
igual quantidade de sálvia seca,
a mesma porção de manjericão seco,
7 litros de água,
1 colher de sopa de sal marinho.
Camomila
Erva-cidreira
Erva-doce
Alecrim
Banho de Energização - Após tomarmos um banho de descarrego, é importante que restabelecemos o equilíbrio energético, através de um banho de energização. Este banho reativa os centros energéticos e refaz o teor positivo do aura. É um banho que devemos usar quando vamos trabalhar normalmente em giras de direita, ou mesmo, após uma gira em que o ambiente ficou carregado.
Também, podemos usá-lo regularmente, independente se somos ou não médiuns.
Um bom e simples banho : pétalas de rosas brancas ou amarelas, alfazema e alecrim. A receita a seguir e um dos mais populares banhos de energização:
Banho de Ervas - Este banho nos livra dos males e, ao mesmo tempo, reenergizam. Se as folhas estiverem frescas, macere-as e coloque-as na água quando ela estiver fervendo e apague o fogo. Se estiverem secas, deixe em infusão.
Ingredientes:
Alecrim,
Alfazema e
Arruda

Preparação dos Banhos
Em todos os banhos, onde se usam as ervas, devemos nos preocupar com alguns detalhes. Leia com atenção as indicações a seguir para ter a certeza de um banho eficaz.
A colheita deve ser feita em fases lunares positivas, devido a abundância de prana.
Ao adentrar numa mata para colher ervas ou mesmo num jardim, saudamos sempre os deuses responsável pelas folhas (no Candomblé é um Orixá, mas pode ser considerado como um ser encantado, com responsabilidades e atuações limitadas).
Antes de colhermos as ervas, toquemos levemente a terra, para que descarreguemos nossas mãos de qualquer carga negativa, que é levada para o solo.
Não utilizar ferramentas metálicas para colher, dê preferência em usar as próprias mãos, já que o metal faz com que diminua o poder energético das ervas.
Normalmente usamos folhas, flores, frutos, pequenos caules, cascas, sementes e raízes para os banhos, embora dificilmente usamos as raízes de uma planta, pois estaríamos matando-a
Colocar as ervas colhidas em sacos plásticos, já que são elementos isolantes, pois até chegarmos em casa, estaremos passando por vários ambientes
Lavar as ervas em água limpa e corrente
Os banhos ritualísticos, devem ser feitos com ervas frescas, isto é, não se demorar muito para usá-las, pois o prana contido nelas, vai se dispersando e perde-se o efeito do banho
A quantidade de ervas, que irão compor o banho , são 1 ou 3 ou 5 ou 7 ervas diferentes e afins com o tipo de banho. Por exemplo, num banho de defesa, usamos três tipode de ervas (guiné, arruda e alecrim).
Não usar aqueles banhos preparados e vendidos em casas de artigos religiosos, já que normalmente as ervas já estão secas, não se sabe a procedência nem a qualidade das ervas, nem se sabe em que lua foi colhida, além de não ter serventia alguma, é apenas sugestivo o efeito.
Alguns banhos, são feitos com água fria e as plantas são masceradas com as próprias mãos e só depois, se for o caso, adicionar um pouco de água quente, para suportar a temperatura da água.
Banhos feitos com água quente, devem ser feitos por meio da abafação e não fervimento da água e ervas, isto é, esquenta-se a água, até quase ferver, apague o fogo, deposite as ervas e abafe com uma tampa, mantenha esta imersão por uns 10 minutos antes de usar. Alguns dizem que a água quente não é eficiente para um banho, mas esquecem que o elemento Fogo, também faz parte dos rituais. A água aquecida “agita” a mistura, liberando o prana das ervas.
Acender uma vela para a Deusa e manter-se em meditação e concentração, já que se está realizando um ritual.
Os banhos devem não devem ser feitos nas horas abertas do dia (06 horas, 12 horas ou meio-dia, 18 horas e 24 horas ou meia-noite), pois as horas abertas são horas “livres” onde todo o tipo de energia “corre”. Só realizamos banhos nestas horas, normalmente os descarregos com ervas, quando uma entidades prescrever (normalmente um exu).
Não se enxugar, esfregando a toalha no corpo, apenas, retire o excesso de umidade, já que o esfregar cria cargas elétricas (estática) que podem anular parte ou todo o banho.
Embora todo o corpo será banhado, a parte da frente do corpo é que devemos dar maior atenção, já que estão as “portas” dos chacras, além da parte frontal possuir uma maior polaridade positiva, que tem propriedades elétricas de atrair as energias negativas e que são eliminadas com o banho, recebendo carga positiva e aceleradora.
Após o banho, é importante saber desfazer-se dos restos das ervas. Aquilo que ficou sobre o nosso corpo, nós retiramos e juntamos com o que ficou no chão. Colocamos tudo num saco plástico e despachamos aquilo que é biodegradável, em água corrente.

                    


terça-feira, 10 de agosto de 2010

Within Temptation - Mother Earth

Mother Earth
Birds and butterflies
Rivers and mountains she creates
But you'll never know
The next move she'll make
You can try
But it is useless to ask why
Cannot control her
She goes her own way
She rules
Until the end of time
She gives and she takes
She rules
Until the end of time
She goes her own way
With every breath
And all the choices that we make
We are only passing through
On her way
I find my strength
Believing that your soul lives on
Until the end of time
I'll carry it with me
She rules
Until the end of time
She gives and she takes
She rules
Until the end of time
She goes her own way
Once you will know my dear
You don't have to fear
(You don't have to fear)
A new beginning
Always starts at the end
Once you will know my dear
You don't have to fear
Until the end of time
(Until the end of time)
Until the end of time
(Until the end of time)
Until the end of time
She goes her own way
She rules
Until the end of time
She gives and she takes
She rules
Until the end of time
Until the end of time
Until the end of time
She goes her own way



Mãe Natureza
Pássaros e borboletas
Rios e montanhas ela cria
Mas você nunca saberá
O próximo passo que ela vai dar
Você pode tentar
Mas é inútil perguntar por que
Não pode controlá-la
Ela segue seu próprio caminho
Ela governa
Até o fim dos tempos
Ela dá e ela tira
Ela governa
Até o fim dos tempos
Ela segue seu próprio caminho
Com cada suspiro
E todas as escolhas que nós fazemos
Nós apenas estamos atravessando
O caminho dela
Eu encontro minha força
Acreditando que sua alma se mantém viva
Até o fim dos tempos
Eu levarei isso comigo
Ela governa
Até o fim dos tempos
Ela dá e ela tira
Ela governa
Até o fim dos tempos
Ela segue seu próprio caminho
Uma vez você souber, meu querido
Você não tem de temer
(Você não precisa temer)
Um novo começo
Sempre inicia-se no fim
Uma vez você souber, meu querido
Você não tem de temer
Até o fim dos tempos
(Até o fim dos tempos)
Até o fim dos tempos
(Até o fim dos tempos)
Até o fim dos tempos
Ela segue o seu caminho
Ela governa
Até o fim dos tempos
Ela dá e ela tira
Ela governa
Até o fim dos tempos
Até o fim dos tempos
Até o fim dos tempos
Ela segue seu próprio caminho
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...